Rota ciclística no vale do Reno passa por cervejarias, parques e castelos

Folha - Sandro Macedo - 23/11/2017 |

"Cerveja e bicicleta? Aqui?", questiona a recepcionista, logo no check-in do hotel, em Mainz. A reação com ar de deboche tem algum sentido. Não por causa da bicicleta. A cidade, como quase todas da Alemanha, é cortada por ciclovias seguras.

O local, porém, fica encrustado no vale do rio reno (no oeste), rico em vinícolas que produzem o tradicional riesling.

A região não é mesmo a mais óbvia para uma viagem cervejeira pelo país que promove, em Munique (a sul), a maior festa regada a lúpulo do mundo, a Oktoberfest.

Por outro lado, estamos falando da Alemanha. Para onde o nariz apontar, acha-se uma rota cervejeira. São mais de 5.000 tipos da bebida espalhados por mais de mil cervejarias, quase um 7 a 1 da cerveja em relação ao Brasil.

Ler Mais: Folha