Startup cria o 'airbnb do banho': vestiários para quem anda de bicicleta

O Globo - Ana Carolina Diniz - 12/11/2017 |

A ausência de um local para trocar de roupa e guardar a bike pode ser um entrave para quem quer usar a bicicleta para se locomover para o trabalho. Foi pensando nisso que Rodrigo Mesquita, de 36 anos, criou a Cipó, uma startup que oferece serviços de vestiário com chuveiro, bicicletário e guarda-roupas em contêiner para pessoas que querem ir de bicicleta ou correndo para o trabalho. Por enquanto, o serviço só está disponível em São Paulo.

— A ideia surgiu há um ano, quando vendi meu carro, pois não via mais motivo para ter um. Passei a adotar outros modais e a bike foi uma das opções, pois gosto de esporte de rua, economiza tempo e é mais sustentável. Com as novas ciclovias construídas em São Paulo, minha primeira experiência foi ir de bicicleta de onde moro, no bairro Pinheiros, até o MBA que faço na Vila Olímpia. E aí surgiu o problema: cheguei pingando no curso e a escola não tinha chuveiro — explica ele, que tem como sócio o irmão Renato, de 34 anos.

Leia Mais: O Globo